F1 de nanocarros

Vai começar o campeonato mundial de “Fórmula Nano”, os concorrentes usam nanocarros, ou seja, carros moleculares, veículos cujas peças são moléculas e até átomos individuais sendo que todos os carros inscritos foram fabricados com poucas centenas de átomos.
A primeira corrida acontecerá nos dias 28 e 29 de Abril em Toulouse, na França, nos laboratórios do Centro de Fabricação de Materiais e Estudos Estruturais (CEMES).
Além da curiosidade da competição o objetivo é fomentar as investigações que visam a fabricação e o controlo e a observação das nanomáquinas como sejam carros ou não.
A corrida que será transmitida ao vivo pelo canal “Nanocar Race” no Youtube, terá 36 horas de duração máxima. Durante esse período, os competidores deverão percorrer um trajeto de 100 nanômetros em numa reta de largada tem 20 nm, seguida de uma curva de 45°, outra reta longa de 30 nm, mais uma curva a 45° e um trecho final de 20 nm. Mas na verdade o desafio começa bem antes em que com cada equipa deve de ser capaz de alinhar seu carro na pista, feita de ouro, observado num microscópio de tunelamento.
Estão dez concorrentes inscritos, sendo seis selecionados por atender aos critérios de fabricação e propulsão, mas só quatro participarão da corrida, já que essa é a capacidade máxima do microscópio e na verdade, este é o único microscópio no mundo que permite quatro experimentos simultâneos na mesma superfície.
Esta tecnologia atômica da qual a corrida de nanocarros é um evento de demonstração pioneiro sendo promissora numa série de campos. Como por exemplo, múltiplas nanomáquinas poderão ser utilizadas para armazenar energia, dessalinizar água do mar, construir circuitos eletrônicos átomo por átomo, desconstruir lixo eletrônico e lixo industrial átomo por átomo e uma infinidade de outras possibilidades.
USA – Ohio Bobcat; nanowagon team; Ohio University
Áustria –  Nanocar Team,  Graz  Universitie
Alemanha – Nano-windmill, Compagny Dresden Technical University (patrocínio-Wolkswagen)
Japão – MANA-NIMS Nano-Vehicle (patrocínio-Toyota)
França – NanoMobile clubCEMES-CNRS (patrocínio-PSA Group)
Suíça  – Swiss-⁠nano Dragster; University of Basel (patrocínio-SNI-Swiss NanoScience Institute)
Enviar um comentário