Processos colaborativos do desenho técnico nas empresas (Part4)

Continuação – https://rishivadher.blogspot.pt/2017/01/processos-colaborativos-do-desenho_13.html
1.2.2 identificação dos processos colaborativos do desenho de produto
A próxima etapa foi combinar os processos do desenho de cada empresa em processos de desenhos colaborativos por meio dum método mosaico. Inicialmente podem ser adquiridos dados dos processos do desenho parcial de um projeto específico duma determinada empresa. Isto foi feito com facilidade porque os desenhadores duma empresa descreveram experiências e partilharam os desenhos em que os processos individuais do desenho parcial se sobrepunham e se complementavam. Depois disso foram agregados os processos parciais comparando e juntando os elementos do processo. Os processos parciais extraídos dos dados de entrevista dos desenhadores industriais forneceram informações ricas sobre atividades do desenho industrial, incluindo comportamentos interativos com desenhadores de engenharia, mas menos informações sobre atividades do desenho de engenharia pura. Este foi também o caso do projeto de engenharia. Foram agregados os processos dos desenhadores industriais numa empresa para reconstruir os processos do desenho em torno de atividades do desenho industrial. Ao mesmo tempo foram utilizadas as informações fornecidas pelos desenhadores de engenharia para complementar e fortalecer os fluxos de atividade do projeto do lado do desenho de engenharia. Foram reconstruídos os processos de projeto em torno de atividades do desenho de engenharia da mesma maneira. Finalmente, fundiu-se os dois processos do desenho num processo colaborativo de desenho de produto. No método do mosaico, combinou-se os processos parciais cruzados o que pode ser benéfico para maior confiabilidade e uniformidade assim reduzir significativamente a probabilidade de construir um processo com informações incompletas, ao definir a informação um do outro. Assim o método do mosaico diminuiu a possibilidade de construir um processo impreciso.
Ao comparar os processos do desenho parcial foi encontrado que a equipe de planeamento do produto estava envolvida em alguns elementos do processo do desenho. Assim também foi incluído no papel que implica que a equipe de planeamento do produto desempenha um papel específico em projetos de desenho colaborativo do desenho industrial e do desenho de engenharia. Também tentou-se padronizar alguns termos que indicavam as mesmas tarefas ou eventos, mas foram codificados de forma diferente porque os entrevistados os utilizaram termos um pouco diferente uns dos outros. Por exemplo pode-se observar que numa reunião foi codificada como reunião de Planeamento de Produto num processo de desenho parcial e reunião de desenvolvimento de produto noutro caso, assim se tenha mantido em agregado a reunião de planeamento de produto. Alguns também chamaram o resultado do desenho industrial de forma diferente como maquete, maquete do desenho ou fabricação de maquetes. Alguns eventos também foram padronizados como a avaliação da maquete e a sua seleção tendo sido feito através da verificação cruzada de dados das entrevistas em cada empresa, avaliando o significado e o contexto de dos termos específicos. Na verdade, os desenhadores podem parecer compreender o processo do desenho documentado de cada empresa onde a terminologia padrão era definida, mas não eram particularmente conscientes disso parecia que eles ignoravam o processo padronizado porque a situação do mercado os empurrava para se moverem rapidamente. A diferença da linguagem também é uma possível por causa do termo diferença. Na área do desenho do produto as palavras nativas e palavras emprestadas são misturadas. Por exemplo utilizamos palavras emprestadas e palavras nativas que indicam design em inglês e além disso, as diferenças culturais e vocacionais das duas equipas são suscetíveis de causar diferença de prazo. Com exceção da empresa F, os dois departamentos estavam localizados em diferentes espaços físicos, pelo menos em diferentes andares.
 imagem02
IMAGEM02
Finalmente apos a definição das etapas dum desenho dum processo, reunindo os elementos do estágio entrada, tarefa, evento e saída em uma caixa e nomeando-os com tarefas relacionadas como se observa na IMAGEM02. Por exemplo o desenhador industrial começar a desenhar vários esboços de ideias baseadas em resultados de pesquisas da fase anterior, em seguida são selecionados alguns dos melhores esboços através da avaliação. De acordo com o resultado da seleção é decido ir para a próxima etapa ou repetir o atual. Portanto, o estágio do esboço da ideia é composto por resultados de pesquisa que é entrada, esboço da ideia que é tarefa, avaliação que é evento e melhores esboços é a saída.
imagem03
IMAGEM03
Como resultado, obtivemos doze processos colaborativos de desenho de produtos de todas as empresas; uma das três de cada empresa como se observa na terceira linha na TABELA02. São envias as informações a cada empresa para verificar nossa interpretação de seus processos. Havendo pequenas mudanças feitas neste processo, a IMAGEM03 mostra um processo de desenho de produto colaborativo da Empresa A. Podem ser vistos dois processos paralelos de ambos os lados um processo dum desenho industrial à esquerda e um processo de desenho de engenharia à direita, com a interação entre os dois ilustrados no meio. Uma reunião de planeamento de produtos no meio é um evento organizado pela equipa de planeamento de produtos, onde se tomam as decisões se eles avançarem para comercializar o conceito ou rejeitá-lo. As caixas de texto são estágios compostos de entrada tarefa evento e saída. As caixas de texto com linhas pontilhadas não são etapas, não têm todos os elementos dos quatro estágios. Por exemplo a inspeção é uma espécie de decisão e não há entrada e saída. As setas verticais indicam o progresso do fluxo também mostra a direção do fluxo de informações, onde a saída da primeira etapa torna-se a entrada da próxima etapa. As setas horizontais mostram a direção do fluxo de informações ou interação. As setas circulares representam uma interação repetida e forte dentro das fases, as cores na IMAGEM 3 e 5 mostram sua conectividade, estes são categorizados mais tarde como fases e explicados na próxima seção.
1.2.3 Simplificação dos processos
Continuação – https://rishivadher.blogspot.pt/2017/02/processos-colaborativos-do-desenho.html
Enviar um comentário